A voz da sabedoria

29 de setembro de 2020

a-compo-destEstávamos em uma grande igreja, juntamente com outras centenas e centenas de pessoas, cultuando a Deus.

Na leitura bíblica o pastor pediu que fizéssemos leitura alternada. Quando as mulheres começaram a ler sua parte do texto bíblico, um enorme coro de vozes suaves e melodiosas se ouviu. Imediatamente, pensei em como aquele som era gostoso de se ouvir e em como as vozes das mulheres tem feito diferença em todos os tempos em que vivem. Elas levantaram a voz e se fizeram ouvir e conquistaram direitos e posições, talvez com certo exagero, mas alcançaram seus objetivos e continuam a levantar essa voz que é capaz de fazer e trazer mudanças tanto fora quanto dentro de casa.

A Bíblia diz, em Provérbios 14.1, que “toda mulher sábia edifica a sua casa”. A mulher sábia edifica sua casa também no bom uso da sua voz. A voz que embala o doce sono da criança, que abençoa seus filhos a cada dia, que profere palavras positivas e incentivadoras, que declara seu amor incondicional pelos seus, que canta em adoração ao seu Senhor, que põe às claras as regras da família e que transmite os valores eternos dentro da sua casa, é a voz da sabedoria.

É a voz que toda mulher deveria ter. A voz que, embora suave, soa firme e segura. A voz da sabedoria que constrói e não destrói, que só aumenta e que nunca acaba.

A Bíblia também diz, em Tiago 1.5, que “se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente”.

Há pessoas que tem uma sabedoria pronta, parece que já nasceram assim… outras, precisam buscar e aprender para serem sábias. Mas a Palavra de Deus diz que ele dá. Portanto, aos que tem falta de sabedoria, é preciso que busque, que peça a Deus, porque ela é de extrema necessidade para construir e manter uma família equilibrada e harmoniosa.

Ainda outra vez, a Bíblia diz, em Provérbios 24.3, “com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece”.

Por lares mais edificados, fortes, felizes e em paz, levantemos nossas vozes, com toda a sabedoria, em oração, em clamor, em louvor e em entendimento, para que nossas famílias sejam edificadas.

Uma das características da mulher virtuosa, descrita em Provérbios 31, é que ela “abre a sua boca com sabedoria” e nos ensina que, se não houver sabedoria, é melhor deixar a boca fechada…

Por famílias mais saudáveis e verdadeiras, saibamos a hora também de calar; porque até mesmo sem usar sua voz em todo o tempo e por qualquer razão, a mulher sabe “falar”.

_______

Por: Elizabete Bifano
Esposa, mãe, avó, sogra. Psicóloga, escritora e palestrante na área de família.
betebifano@gmail.com

_______
Adquira agora mesmo o Congresso de Pais – Arqueiros e seja edificado e capacitado em sua tarefa de pai e mãe.
Clique aqui

Share Button

Deixe seu Comentário

comentários