Celebrando o sexo no casamento

14 de julho de 2017

Sexo e CasamentoUma das verdades mais belas nas Escrituras Sagradas é a dádiva do sexo e da sexualidade. O propósito principal da Bíblia é revelar o amor de Deus ao homem, oferecendo Cristo Jesus, seu único Filho, para morrer em nosso lugar. Mas, em muitas partes da Bíblia encontramos orientações claras a respeito da beleza e da celebração do sexo, especialmente em Cantares de Salomão.

Antonio Neves Mesquita no seu livro “Estudo nos livros de Eclesiastes e Cantares de Salomão” (Juerp) afirma: “Na Bíblia Sagrada, este livro é o único que se ocupa exclusivamente do amor. É um livro que incendeia o coração e a mente do leitor, e o leva a tirar conclusões muito sublimes e elevadas. Consta de uma série de dramáticas alegorias centralizadas em um único casal. A riqueza de imaginação bem denota a mente oriental de uma época romântica e rica de fantasias”.

Existem muitas teorias para interpretar o motivo da existência do livro Cantares de Salomão no rol livros sagrados. Dentre elas, a ‘alegoria judaica’ advoga a hipótese de que este livro tenha sido incluído na Bíblia com objetivo de cantar o amor de Deus ao seu povo escolhido. Uma outra corrente, a ‘alegoria cristã’ defende a idéia de que Cantares de Salomão foi escrito para ressaltar o amor de Cristo pela a Igreja. Orígenes e Hipólito foram os precursores desta opinião. Entretanto, a teoria de Theodoro de Mopsuéstia hoje é mais aceita. Segundo esta teoria, Cantares de Salomão foi escrito para dignificar o ‘amor eros’ e purificá-lo de muitas interpretações errôneas. Sendo o amor uma criação do Deus santíssimos, foi Deus que deu este livro para santificar e purificar este amor. Autores evangélicos de ampla aceitação aceitam a tese de Cantares de Salomão foi incluído na Bíblia para celebrar o ‘amor eros’ na relação entre um homem e uma mulher no contexto do casamento cristão.

Tremper Longman e Dan. B. Allender, autores do livro ‘Aliados Íntimos’ (Editora Mundo Cristão) afirmam: A paixão da relação sexual funde dois corpos, duas almas e duas mentes numa só pessoa, representando o clímax da união. A Bíblia, especialmente no Cântico dos Cânticos, celebra a relação sexual com linguagem bela, apaixonada e viva”. Richard J. Foster, outro escritor evangélico muito respeitado, no livro “Sexo, dinheiro e poder” (Editora Mundo Cristão), diz: “Se o Gênesis afirma nossa sexualidade, o livro de Cantares de Salomão a celebra”.

No livro de Cantares de Salomão, encontramos claramente todo um cenário capaz de levar um casal a um pleno prazer sexual e o uso de todos os órgãos sensoriais para a felicidade mútua nas relações sexuais.

Como igreja precisamos capacitar homens e mulheres, unidos pelos laços conjugais, para que vivenciem a beleza e o prazer sexual, pois além da procriação esse também é um dos propósitos para qual foi criado por Deus.

Ler Cantares de Salomão nessa perspectiva há de ser uma ferramenta bíblica para cada casal alcançar esse alvo, também idealizado por Deus.

***************

Por: Gilson Bifano

 

Share Button

Deixe seu Comentário

comentários