Meus filhos, meus discípulos

18 de julho de 2018

disciDeus é o nosso Criador e Pai. O tempo todo ele nos ensina com amor, bondade, instruções claras e justiça. Mesmo quando experimentamos as consequências dos nossos erros, ele nos dispensa sua misericórdia e graça.

Aos seus discípulos, Jesus ensinou dispensando grande parte de seu tempo.

Com paciência, ele conversava, explicava, exortava, usando sempre a Palavra de Deus e ilustrações que os ajudava a compreender aspectos relevantes acerca do Reino de Deus.

A prioridade de Deus é conduzir cada filho. A prioridade de Jesus é salvar cada pessoa.

Qual tem sido o propósito de vida dos pais hoje? Qual tem sido sua prioridade? O propósito de vida, a prioridade de cada pai e cada mãe hoje deve ser cuidar e ensinar seus filhos a trilhar os caminhos de nosso Deus. Para alcançar esta meta, pais e mães precisam fazer de seus filhos seus discípulos, para que eles sejam discípulos de Jesus também.

O texto de Deuteronômio 11.18-20 nos indica os passos a serem seguidos.

A fim de alcançar este objetivo, pais e mães devem internalizar a Palavra de Deus: “Gravem estas minhas palavras no coração e na mente”. Para ensinar, os pais devem conhecer, saber, recitar os ensinos de Deus.

Para ensinar, os pais devem ter a Palavra de Deus como regra de conduta para a vida: “amarrem-nas como símbolos nas mãos e prendam-nas na testa”. Em tudo o que as mãos fizerem e por onde andarem, a conduta será condizente de um discípulo de Cristo.

Um ensino para ser efetivo, deve ser passado através do diálogo e não da imposição, de sermões, ordens e brigas:

“Ensinem-nas a seus filhos, conversando a respeito delas”. É preciso que pais e mães vivam constantemente em oração. O Espírito Santo é o Conselheiro perfeito.

É preciso que pais e mães estejam presentes na vida de seus filhos para que dediquem tempo para ensinar: “quando estiverem sentados em casa e quando estiverem andando pelo caminho, quando se deitarem e quando se levantarem”.

Este ensino precisa ser feito em todo o tempo, permanentemente, constantemente. É uma pena que tantos filhos estejam tanto tempo longe de seus pais, nos dias atuais, aprendendo com outros valores, preceitos e condutas que não são os de seus pais…

Para que haja um verdadeiro discipulado, é preciso que a Palavra de Deus seja fixada na mente e coração dos nossos filhos: “Escrevam-nas nos batentes das portas de suas casas, e nos seus portões”. Sempre que possível, pais e mães devem ensinar seus filhos usando textos da Palavra de Deus. Hinos e Cânticos devem ser ouvidos em casa, orações devem ser feitas diariamente no lar. Versículos podem ser escritos ou impressos e fixados pela casa. Assim, os filhos estarão no dia a dia em contato com as verdades espirituais.

Desde cedo e por toda a vida, o cuidado e amor que pais e mães dedicam a seus filhos, precisa refletir o amor e o cuidado desse Deus que é bondoso, justo, perdoador.

Manter a prática de orar com os filhos e por eles, fazer cultos em casa, ser próximo deles, acompanhar e conversar sobre o que pensam e veem, estimular e incentivar a ler e refletir sobre a Palavra de Deus, levar à igreja e ensinar usando a Bíblia, são atitudes que, certamente, lhes ajudará a tornar seus filhos bons discípulos.

Que Deus abençoe sua casa e família!

*****
Por: Psic. Elizabete Bifano

 

Share Button

Related Posts

Filhos adolescentes, como lidar?
Provérbios 22.6: Promessa ou princípio?
O que seu filho merece (3)

Deixe seu Comentário

comentários