O adolescente e o discipulado

26 de outubro de 2018

adoA adolescência é um período de amadurecimento e transição que apresenta muitos desafios, tanto para o adolescente quanto para a família. O crescimento do cérebro, a puberdade e o desenvolvimento da sexualidade são elementos para pontuar esta fase na vida de qualquer ser humano.

A transição da infância para a fase adulta já é suficiente para entender as crises pelas quais eles podem passar. A mudança fisiológica vem acompanhada da mudança emocional e um universo se abre para o adolescente com novas descobertas e percepções que até então eram desconhecidas. Eles vivem muitas pressões e podem ficar confusos com suas ideias e opiniões.

Neste período os meninos e as meninas se deparam com a realidade do mundo adulto, e tais realidades causam mal estar para quem não está preparado para lidar com questões complexas.

O contexto familiar pode contribuir muito para dificultar um período que por si só já apresenta desafios. Muitos adolescentes encontram na família e na sociedade uma realidade difícil e não conseguem enfrentá-las sozinhos.  Essa percepção do mundo pode provocar desesperança e desespero e, com isso, falta de motivação para assumir responsabilidades fundamentais.

Como motivar um jovem a desenvolver sonhos em um contexto político tão deplorável? Como esperar equilíbrio com uma realidade no âmbito familiar tão complicada? O cenário apresenta a geração adulta confusa, sem ideais, alimentando conflitos ideológicos sem qualquer bom senso. Como fica a cabeça de um adolescente quando testemunha o comportamento de seus pais e até mesmo avós bem explícitos nas redes sociais? O contexto político e cultural no mundo não proporciona um ambiente saudável para que meninos e meninas possam se desenvolver sem o pano de fundo de perspectivas tão negativas.

Como a igreja pode contribuir para oferecer uma resposta e também uma oportunidade para as novas gerações? A busca de crescimento por princípios bíblicos é o que mais pode proteger nossas crianças para o ingresso no mundo adulto de forma saudável. O discipulado é o melhor caminho para que uma geração possa influenciar a próxima geração.

Adolescentes precisam ser discipulados, mentoreados.

É muito importante construir uma estrutura de apoio para esta geração e refletir sobre as estruturas ministeriais que se desenvolvem na igreja. A segregação é o modelo mais utilizado quando os adolescentes perdem o espaço de convívio com gerações mais novas ou mais velhas. O se relacionar com pessoas da mesma faixa etária traz muitos benefícios, mas quando isso é demais leva o adolescente a um comportamento isolado quando próximo de sua própria família.

Os adolescentes precisam muito da mentoria de seus pais, pessoas mais velhas como professores, líderes ministeriais, e parentes e amigos maduros podem contribuir muito no desenvolvimento saudável.

*******
Por: Marcio Tunala

Fonte: Site da Igreja Batista do Bacacheri

Share Button

Deixe seu Comentário

comentários