Os segredos das famílias eficazes – III

22 de julho de 2022

Design sem nome (1)Temos abordado sobre os princípios para se construir uma família eficaz, segundo o pensamento de Stephen Covey.

O primeiro princípio abordado foi o valor de ser proativo. O segundo princípio é sobre a importância de se manter um objetivo em mente. Escrevemos então sobre os benefícios da declaração de missão da família.

O terceiro princípio para se construir um família eficaz está na área das prioridades. Covey chama isso de “primeiro o mais importante”.

Antes de aprofundar o princípio “primeiro o mais importante”, precisamos deixar bem claro que para o cristão, a família é importante, mas não vem em primeiro lugar. Para aqueles que tem Cristo como Senhor, em primeiro lugar está o Reino de Deus (Mt 6.32,33).

Mas, olhando para as páginas da Bíblia, podemos ver claramente Deus instituindo a Família (Gn. 2.24).

Por isso, depois do Reino de Deus, a família deve ocupara um lugar de prioridade no coração de cada homem e mulher cristã.

Claro que também como crentes, devemos sempre procurar, com ajuda de Deus e orientação do Espírito Santo, um equilíbrio saudável nos compromissos que devemos ter com nossa igreja, na nossa vida profissional, social e familiar (Ec 3).

Dito isso, abordemos o terceiro princípio.

Poderíamos sintetizar o princípio da prioridade a uma frase da apresentadora de programa de TV, Oprah Winfrey. Disse ela: “Tudo bem, eu sei que as pessoas lhe dirão: ‘Nós não temos tempo’. Mas, se alguém não dispõe de uma noite, ou ao menos de uma hora por semana para se reunir com toda a família, então a família não é sua prioridade”.

Prioridade à família não deve ser apenas um conceito, mas uma decisão prática que devemos tomar constantemente.

Gosto muito daquela história de um homem muito rico que no final da vida percebeu que seus filhos e esposa não estavam ao seu lado, somente os empregados pagos. Um amigo foi fazer-lhe uma visita e esse homem, já nos seus últimos dias, disse: “Só agora eu percebo que durante toda a minha vida eu coloquei a escada da minha vida na parede errada”.

O que ele estava querendo dizer é que suas decisão não foram de acordo com as prioridades que a família deveria ter no uso do seu tempo e energia.

Para colocar a família como nossa prioridade é preciso uma firme decisão nesse sentido.

Aparecerão eventos, convites que nos tentarão a desprezar a família, mas tendo uma firme decisão no coração, isso será possível.

Outra questão é importante é não aceitar como verdade absoluta de que o dinheiro é muito importante para a felicidade familiar. Muitos que aceitaram essa verdade e viveram motivados por essa filosofia, conquistaram muitas coisas, mas perderam suas famílias, seus casamentos e filhos.

Jesus, conforme relato de Mateus 16.26, na história do rico insensato perguntou: “O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira?”.

Uma verdade, uma pergunta a ser respondida. Muitos, inclusive cristãos, estão vivendo como o rico insensato em que tange a família. Estão ganhando muitas coisas ao redor, mas sem perceber, estão perdendo a família.

**********

Pr. Gilson Bifano

Share Button

Deixe seu Comentário

comentários