Vivendo entre escorpiões

26 de agosto de 2022

Design sem nome (3)Na chamada de Ezequiel para o ministério profético (Ezequiel 2) podemos encontrar uma expressão que se aplica, perfeitamente, aos nossos dias.

Deus ao comissionar o profeta disse que ele poderia viver, no exercício de seu ministério, entre escorpiões, mas não deveria temer (Ez 2.6).

Quando olhamos para a sociedade dos nossos dias, podemos ver claramente essa realidade muito presente.

Estamos, como famílias e igrejas cristãs, vivendo entre escorpiões.

Numa rápida pesquisa sobre escorpiões em algum site de busca, podemos conhecer um pouco sobre esse perigoso aracnídeo.

Escorpião, na Bíblia, tem a ideia de maldade, do mal, do perigo que nos rodeia.

Escorpiões, num sentido figurado, tentam entrar em nossas igrejas e famílias a todo o momento.

Escorpiões estão presentes na mídia, na literatura, nas artes, nas leis, nos sistemas educacionais e políticos.

Praticamente não há mais um filme, uma série, um programa de TV que não transmita um conceito, uma prática contrária aos valores e princípios cristãos, especialmente quanto à sexualidade, à vida familiar e conjugal.

Muitas leis promulgadas ferem os ensinamentos de Deus sobre educação de filhos. Diversos projetos de lei claramente tentam intervir na família, sobre o direito dos pais na educação dos filhos.

Escorpiões estão sendo colocados na mente dos jovens, todos os dias, nas universidades. Quantos jovens conhecemos que seguiam os valores cristãos da família, mas ao entrarem nas universidades passaram a aceitar ideologias ímpias e distantes da Palavra de Deus?

Quantos jovens hoje, muitos em nossas igrejas, já aprovam o aborto, não rejeitam a ideia da união homossexual, por exemplo. Abraçam sistemas políticos que, em outros países, perseguem cristãos, queimam exemplares da Bíblia e dificultam os crentes se reunirem como igreja de Cristo.

Estamos vivendo, com certeza, tempos difíceis. Os escorpiões se multiplicam dia a após dia.

Mas quando lemos a Bíblia podemos encontrar, também, promessas valiosas de Deus.

Em Deuteronômio 8.15,16 encontramos Deus dizendo ao seu povo: “Que te guiou por aquele grande e terrível deserto de serpentes ardentes, e de escorpiões, e de terra seca, em que não havia água; e tirou água para ti da rocha pederneira; que no deserto te sustentou com maná, que teus pais não conheceram; para te humilhar, e para te provar, para no fim te fazer bem”.

Deus sabe que, como filhos dele, vivemos em meio aos escorpiões. A maldade, a perversidade e o perigo estão bem próximos de nós e Ele quer e pode nos guiar, como famílias cristãs e igrejas, de tal maneira que sobrevivamos aos perigos dos dias atuais. É preciso que peçamos a Deus sabedoria e direção em nosso caminhar nos dias de hoje.

Jesus também disse: “Eis que vos dei autoridade para pisar serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; e nada vos fará dano algum” (Lucas 10.19).

Essa palavra, dirigida aos discípulos, se aplica a nós também. Com a dependência de Deus, sob a autoridade de Cristo e vivendo a Palavra, podemos viver e ser vitoriosos em meio ao caos, os perigos e influências malignas que nos rodeiam.

Share Button

Deixe seu Comentário

comentários