Não existe separação conjugal – 1

21 de outubro de 2015

casamento-diligenciaSe, há muito tempo ou recentemente, as brigas conjugais estão sendo constantes na sua vida, ao ponto de produzir em um ou em ambos o desejo pela separação, a superação demanda sabedoria, paciência e fé.

1 – Use a memória do amor para trazer à lembrança os bons tempos do casal, como os passeios de mãos dadas, as brincadeiras um com o outro, os sonhos tornados reais, as gargalhadas que ecoavam no horizonte, entre outras recordações registradas nos álbuns do coração. Peça a Deus para fazer que os bons tempos voltem. Ele é o Deus da esperança.
2. Lembre também que, num momento da vida, você jurou, por livre e espontânea vontade, que o seu casamento seria para sempre.
Na verdade, o relacionamento conjugal é sempre para sempre, com ou sem votos. Na prática, ninguém se separa, mesmo que não haja filho ou filhos na história. Uma separação não resolve problemas: cria outros. Então, peça a Deus para fazer valer o juramento um dia livremente oferecido. Ele é o Deus das promessas.
3. Seja paciente. Espere. Quem ama espera.
Talvez o outro esteja com alguma dificuldade profunda, perceptível ou não, no seu corpo ou na sua mente. Talvez o outro esteja trazendo para o relacionamento cadáveres que devia ter sepultado na infância e que agora assombram. Peça a Deus paciência para perceber e para esperar, para não desistir do outro. Deus é o Senhor da misericórdia, que quer ver presente também nos nossos relacionamentos conjugais.
4. Seja sábio.
Pode ser que o grande problema de agora seja o resultado apenas de um mal-entendido. Boa parte dos atritos não passa de um ruído na comunicação. Esclareça o problema, que talvez não resista a uma conversa de minutos. Peça a Deus sabedoria. Ele é o Deus da sabedoria e  pode nos fazer pessoas sábias. [CONTINUA]
Por: Israel Belo de Azevedo
Fonte: Prazer da Palavra
Share Button

Related Posts

O que os homens esperam das esposas
As leis de Murphy e Pangloss e o casamento
Por que se casar?

Deixe seu Comentário

comentários