O papel dos avós na família

26 de julho de 2022

0fycfvzcKU3ug_11283Um dia desses um avô, um tanto preocupado, procurou-me o compartilhou suas preocupações em relação ao comportamento de um de seus netos.

O menino, de nove anos, segundo a visão do avô, passava muito tempo na internet.

Na conversa, procurei levar o avô preocupado a algumas reflexão e como agir na situação exposta.

Em que sentido o avô poderia ajudar o neto? Deveria chamar a atenção dos pais de seu neto?

Em que sentido os avós podem ajudar os pais de seus netos nesta e em outras questões?

Na minha conversa procurei alistar as responsabilidades e o papel dos avós na família.

Em primeiro lugar, uma grande contribuição que os avós podem dar à família é dedicar tempo a oração.

Orar para que os pais de seus netos tenham sabedoria para criar os filhos nestes dias tão difíceis.

Orar para que os pais de seus netos saibam eleger as prioridades da vida.

Podem orar pela vida espiritual dos netos para que os mesmos façam uma decisão verdadeira por Cristo.

Em segundo lugar, Deus coloca os avós na família para que os mesmos passem o legado para as gerações futuras.

Falei ao avô preocupado que, durante o tempo em que neto passasse com ele, deveria dedicar tempo para conversar, contando, por exemplo, histórias da família, mostrando fotografias, contando histórias bíblicas e tantas outras coisas importantes na relação avós e netos.

Em terceiro lugar, os avós são importantes porque tem mais experiência da vida e podem ajudar os pais mais novos neste grande desafio que é educar crianças nos dias de hoje.

Avós podem, com sabedoria, conversar com os pais de seus netos sobre suas observações.

A atitude seria a mesma praticada por Jetro em relação ao genro Moisés.

Acho muito interessante a fala de Jetro quando disse: “não é bom o que fazes” (Ex 18.17).

Em nenhum momento Jetro desqualificou seu genro Moisés ou reprovou seu comportamento.

Embora este texto seja muito aplicado à liderança cristã, o princípio pode ser aplicado de um modo geral.

O avô preocupado foi orientado a ter um conversa amistosa e respeitosa com sua filha e genro e externasse suas preocupações, mas deixando sempre as decisões por conta deles.

Somente em circunstância muito especiais os avós devem assumir a responsabilidade de educar os netos. Esta responsabilidade é dos pais. Por mais que os avós percebam qualquer inadequações, não devem interferir, apenas, com sabedoria, conversar e aconselhar os pais de seus netos.

Muitas vezes ouvimos que os avós estragam os netos. Embora isto esteja no dito popular, não deve ser a realidade na relação com os netos.

Avós não devem desqualificar ou tirar a autoridade dos pais e nem contradizer os ensinamentos passados por eles aos seus netos.

Pode, sem nenhuma dificuldade, ser flexíveis e tolerantes, mas sem danificar os princípios disciplinares passados pelos pais.

Avós podem ser canais de bênçãos para seus netos, tal como Jacó foi para Efraim e Manassés (Gn 49).

Se os avós cristãos forem sábios, tementes a Deus, pacientes e conselheiros serão, nos dias de hoje, canais de bênçãos para seus descendentes, tal como Jacó.

*******************

Por: Gilson Bifano
É escritor e palestrante na área de casamento e família. Coach de casais e famílias.
gilsonbifano@ministeriooikos.org.br

 

 

Share Button

Related Posts

Fortalecendo sua família com histórias
Um vovô especial

Deixe seu Comentário

comentários