Um ambiente acolhedor

3 de junho de 2019

Four kids hanging out together in the gardenUma criança, para se desenvolver, precisa de um ambiente de ternura e serenidade.

Igualmente, um adulto, para seguir bem, precisa de um ambiente de compreensão e suavidade.

Uma criança, criada num clima de indiferença, recebida com desinteresse e tratada com grosseria, dificilmente aprenderá que é amada e tem valor.

Do mesmo modo, um adulto que convive o tempo todo com cobranças exageradas, com palavras pesadas, com comportamentos indignos, indecentes, indigestos e perversos, pode resistir até desanimar, sofrer ou aderir.

A começar por nós, o ambiente em que vivemos deve ser bom para nós e para os outros.

Geralmente os locais de trabalho estão livres do cigarro, mas devem estar livres também da maledicência, do desrespeito, da mentira e da desonestidade.

A começar por nós, devemos contribuir para que o ambiente em que vivemos exale sinceridade, respeito, confiança e honestidade.

A começar por nós, nossa casa pode ser pequena mas deve ser um palácio no modo como recebe, um jardim no modo como acolhe, uma escola no modo como educa, um templo no modo como se interessa pelo outro.

Toda criança precisa de um ambiente que respire valores bons.

Todo adulto necessita de um ambiente que inspire boas atitudes.

A preparação deste ambiente é uma tarefa para todos nós.

“Sejam compassivos, fraternalmente amigos, misericordiosos, humildes. Não paguem mal com mal, nem ofensa com ofensa. Pelo contrário, respondam com palavras de bênção”. (1Pedro 3.8b-9a)

******
Por: Israel Belo de Azevedo

Share Button

Deixe seu Comentário

comentários