Seu pastor também tem família

13 de junho de 2015

chris-brown-family-photo-300x300Entristecemos quando ouvimos notícias de divórcio entre pastores ou casos de filhos de pastores se distanciando do evangelho. Lamentar é uma atitude. Mas será que só podemos lamentar? Não caberia uma reflexão sobre o que leva um pastor não sustentar seu casamento ou ver os seus filhos se afastando da igreja? Uma outra reflexão que se pode fazer é no seguinte sentido: Até que ponto as igrejas são responsáveis pela falência de casamentos de pastores? Até aonde as igrejas são responsáveis pelo afastamento dos filhos dos pastores dos trabalhos da igreja e, acima de tudo, dos caminhos do evangelho?

Pensando nessas perguntas, alistamos algumas iniciativas que você, sua família e sua igreja poderiam tomar para ajudar no fortalecimento da vida conjugal e familia do pastor de sua igreja.

Ore pelo casamento e pela família de seu pastor

Seu pastor carece das suas orações também nessa área. Muitas vezes pensamos que o casamento de um pastor é perfeito e não que precisa de nossas orações. Seu pastor também enfrenta os mesmos desafios que você enfrenta no casamento, portanto ore a Deus pedindo que abençoe o casamento do seu pastor.

Não exija demais o seu pastor

Você já percebeu que muitas vezes o pastor é quase obrigado a participar de todas as reuniões e atividades da igreja? Se olharmos bem, o pastor de igreja quase não tem um sábado para sair com os filhos ou passear com a esposa à noite, devido a tantas atividades da igreja que ele tem que participar.

Leve sua igreja a dar um presente diferente para o pastor

Por que muitas vezes as igrejas só dão terno e gravata para o pastor? Não seria interessante a igreja dar de presente ao seu pastor um final de semana num hotel romântico para ele comemorar o aniversário de casamento ou num hotel onde os filhos possam brincar à vontade?

Não “consagre” a esposa do pastor

Tenho visto uma tendência forte nos dias de hoje que é no sentido de “consagrar” a esposa do pastor dando-lhe a designação de “pastora”. Esposa de pastor não é pastora. Não desejo criar uma polêmica em relação à consagração de mulheres. Minha preocupação é mostrar que a esposa de pastor é uma esposa como outras esposas e não é pelo fato de seu marido ser pastor que ela também seja pastora. É um peso demasiado que não encontramos bases bíblicas para tal tendência.

Veja os compromissos familiares do seu pastor como algo muito importante

Certa vez um pastor que pastoreava na cidade do Rio de Janeiro comunicou sua impossibilidade de participar da reunião de jovens da igreja porque já tinha agendado um compromisso muito importante, embora não tenha dito qual seria esse compromisso. O compromisso importante era levar seu filho, de 12 anos, ao Maracanã assistir à partida de futebol do time do coração do filho querido. Para sua surpresa, um dos líderes de jovens surpreendeu o pastor indo com seu filho ao Maracanã e perguntou: “Era esse o compromisso importante, pastor?”. “Sim”, respondeu ele sem nenhum constrangimento. Essa história ilustra o que desejamos comunicar: O compromisso que o pastor assume com sua família é tão importante quanto o compromisso que assume com a igreja.

Veja os filhos do pastor como crianças normais

Filho de pastor não é “pastorzinho”. As igrejas melhoram em muito nesse aspecto, mas podemos afirmar que existe muito desse sentimento ainda. Os filhos de pastor, se são crianças, fazem as mesmas coisas que as outras crianças da igreja. Se são adolescentes também gostam das mesmas músicas que os outros adolescentes gostam e falam da mesma maneira que os outros adolescentes falam.

Pastoreie a família de seu pastor

A família do pastor também precisa ser pastoreada. Procure, através de atitudes práticas, ser uma espécie de pastor para a família de seu pastor. Demonstre afeto, cuidado, atenção à família do pastor. Com certeza será de grande ajuda para o fortalecimento da família do pastor. Toda aquela atenção que você deseja para a sua família, canalize também para a família de seu pastor. Isso é pastorear a família do pastor.

Essas e outras atitudes serão bem recebidas pelo pastor e sua família. Fortalecendo a vida conjugal e familiar do pastor, com certeza, sua família será fortalecida e abençoada. Comece o ano colocando em prática algumas ideias aqui compartilhadas.

*****

Por: Gilson Bifano

 

 

 

 

Related Posts

Fábrica de gente
Abuso sexual – Um alerta
Capacitando a família

Deixe seu Comentário

[fbcomments][fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]